hemorroid
São aglomerados de vasos que ficam por baixo da pele e da mucosa  do ânus. Elas se desenvolvem dentro do ânus (hemorróidas internas) ou  fora do ânus (hemorróidas externas). Fatores que causam aumento da pressão sobre estas veias (gravidez, ficar muito tempo sentado no vaso sanitário , constipação ou diarréia a longo prazo, etc) podem levá-las a dilatar. Toda a pessoa tem veias nesta região, mas a maioria não têm sintomas.

Classificação das hemorróidas internas
Grau 1 : dilatação dos vasos , porém não se exteriorizam.
Grau 2 : dilatação dos vasos que saem para fora do ânus  durante esforços , porém retornam sozinhos  .
Grau 3 : dilatação dos vasos
que saem para fora do ânus durante esforços , só retornam  com auxílio.
Grau 4 : dilatação dos vasos que saem para fora do ânus durante esforços , não retornam  mesmo com auxílio.


Sintomas
Além de exteriorizarem as hemorróidas internas podem sangrar quando dilatadas ou  inflamadas. Este é normalmente é um sangue vermelho que é visto no papel higiênico ou no vaso sanitário. Raramente é uma grande quantidade de sangue.

Hemorróidas  grau 3 e 4 geralmente têm indicação cirúrgica.

Hemorróidas externas formam saliências na pele e são geralmente notadas durante  a limpeza após as evacuações. Caso se forme um coágulo de sangue dentro de  uma hemorróida externa, diz-se haver uma  "trombose". Isto tende a acontecer de repente e é bastante doloroso.

Hemorróidas mistas têm tanto  componentes externos como  internos.

Muitas doenças que são  mais graves  que hemorróidas têm sintomas semelhantes. Qualquer sangramento pelo reto deve ser avaliado por um médico.

Diagnóstico
História e exame físico geralmente são suficientes para diagnosticar hemorróidas. Uma retossigmoidoscopia,   onde um pequeno aparelho é inserido no reto, realizado no consultório médico, é a melhor maneira de diagnosticar e avaliar hemorróidas.

Tratamento
Cerca de 95% dos pacientes com problemas de hemorróidas podem ser tratadas sem cirurgia. Os princípios de tratamento não-cirúrgico de hemorróidas são:

    •    Uma dieta rica em fibras ( 30 gramas ao dia ) ou tomar um suplemento de fibra.
    •    Beber líquidos em quantidade adequada.
    •    Evacuar fezes  moles.
    •    Evite sentar no vaso sanitário além do tempo necessário (não ler ou assistir TV no banheiro).
    •     Use lenços umedecidos em vez de papel higiênico se você tiver coceira, dor ou irritação.

Tratamento não-cirúrgico
As técnicas minimamente invasívas para o tratamento de hemorróidas são indicadas para hemorróidas internas, uma vez que a área tem terminações nervosas para a pressão, mas não para a dor.

Ligadura elásticaimages-10
A hemorróida interna é levantada e um pequeno anel  de borracha é aplicada na sua base, interrompendo a circulação de sangue . A hemorróida seca e após alguns dias cai juntamente com o anel .




images-8Coagulação por raios infravermelho (Infrared)
São aplicados feixes de raios infravermelhos ao redor da hemorróida. isto leva ao colabamento da veia.





Ligadura elástica  e Infrared são realizados no consultório  sem necessidade de anestesia. Os pacientes sentem a pressão, mas raramente sentem dor aguda. Infecção e sangramento são possíveis, mas raras. Pode ser  necessário repetir o procedimento.

Tratamentos cirúrgicos

Hemorroidectomia grampeada - Anopexia Mecânica com PPH/HEM

Um anel de tecido retal acima das hemorróidas internas é cortado e grampeado em conjunto,  cortando seu suprimento de sangue. Esta técnica é mais eficaz para pacientes com grandes hemorróidas internas . É realizada na sala de cirurgia sob anestesia espinhal ou lócal.

THD -
Desarterialização Hemorroidária Transanal
É realizada uma sutura guiada por ultrassonografia que promove o colabamento dos vasos e o retorno para sua posição normal. Realizada em centro cirúrgico sob anestesia espinhal ou local.

 Veja mais detalhes no item THD  e anopexia


Hemorroidectomia convencional
Hemorróidas externas volumosas  muitas vezes não podem ser tratada com  as técnicas minimamente invasívas , porque a pele sobre eles é muito sensível.
Na cirurgia tradicional para hemorróidas corta-se  uma elipse de pele sobre a hemorróida (geralmente ambas as partes internas e externas são retiradas) e sutura-se em uma linha reta. É muito eficaz, mas o desconforto pós-operatório é importante. Podem ocorrer dor e sangramento ao evacuar.
 
 

Itaigara Memorial  (71) 33529000

Centro Médico do Hospital Português    (71) 32033500
     
WhatsApp   (71) 999961333

email copsml@gmail.com
  Site Map